Teste os conhecimentos sobre o governo de João Goulart

Separamos uma lista de 5 questões sobre o governo de João Goulart, um período de extrema tensão política na história da República do Brasil. Os testes foram retirados de provas das mais diversas universidades.

jango

1. O governo João Goulart representou um período de intensa tensão política no Brasil, levando o país à beira de uma guerra civil. Associe corretamente, em uma única alternativa, as duas colunas abaixo, que tratam sobre este período.

1 – Marcha da Família com Deus Pela Liberdade
2 – Comício da Central do Brasil
3 – Reformas de Base
4 – Campanha da Legalidade

I – Medidas de alteração constitucional, agrária, fiscal e administrativa.
II – Movimento a favor da posse de João Goulart como presidente após a renúncia de Jânio Quadros.
III – Ação que buscava influenciar a opinião pública contra as medidas tomadas por João Goulart
IV – Ação que buscava criar apoio popular às Reformas de Base

a) 1-IV; 2-III; 3-I; 4-II
b) 1-II; 2-IV; 3-I; 4-III
c) 1-III; 2-IV; 3-I; 4-II
d) 1-II; 2-III; 3-I; 4-IV

(resposta: C)


2. (UFPE) A renúncia de Jânio Quadros causou transtornos políticos que abalaram o Congresso Nacional. A solução encontrada, para a posse de João Goulart na presidência, em 1961:

a) conseguiu harmonizar os interesses e afastar as dificuldades políticas, com Tancredo Neves, político da UDN, como primeiro-ministro.
b) não teve a participação de militares; mas, apenas, do partido político mais forte, a UDN, sob a liderança de Tancredo Neves.
c) não conseguiu desfazer as tensões políticas por inteiro, sobretudo a insatisfação de grupos da burguesia e de militares que temiam as propostas defendidas por Jango.
d) não teve a participação de forças de esquerda, em razão das relações que o novo presidente tinha com o varguismo.
e) teve amplo apoio dos militares mais expressivos politicamente e dos partidos políticos de ideologia liberal, como a UDN e o PSD.

(resposta: C)


3. (UFRGS/2011) A denominada “Campanha da Legalidade”, ocorrida no Rio Grande do Sul no final de agosto de 1961, foi uma consequência da:

a) renúncia do presidente Jânio Quadros, que provocou a mobilização política para garantir a posse do vice-presidente João Goulart.
b) vitória eleitoral do PTB, que supostamente ameaçava os setores conservadores da sociedade brasileira.
c) renúncia do presidente Juscelino Kubitschek, fato que provocou uma extensa mobilização militar visando garantir a posse de João Goulart.
d) vitória eleitoral do PSD, partido que tinha em seus quadros diversos elementos supostamente golpistas.
e) política promovida por Leonel Brizola, que queria impedir a tomada do poder pelos grupos ligados à luta armada.

(resposta: A)


4. (ENEM/2006) A moderna democracia brasileira foi construída entre saltos e sobressaltos. Em 1954, a crise culminou no suicídio do presidente Vargas. No ano seguinte, outra crise quase impediu a posse do presidente eleito, Juscelino Kubitschek. Em 1961, o Brasil quase chegou à guerra civil depois da inesperada renúncia do presidente Jânio Quadros. Três anos mais tarde, um golpe militar depôs o presidente João Goulart, e o país viveu durante vinte anos em regime autoritário.

A partir dessas informações, relativas à história republicana brasileira, assinale a opção correta.

a) Ao término do governo João Goulart, Juscelino Kubitschek foi eleito presidente da República.
b) A renúncia de Jânio Quadros representou a primeira grande crise do regime republicano brasileiro.
c) Após duas décadas de governos militares, Getúlio Vargas foi eleito presidente em eleições diretas.
d) A trágica morte de Vargas determinou o fim da carreira política de João Goulart.
e) No período republicano citado, sucessivamente, um presidente morreu, um teve sua posse contestada, um renunciou e outro foi deposto.

(resposta: E)


5. (UFRGS/2012) Observe a charge abaixo, relativa à administração do presidente João Goulart (1961-1964).

questaoufrgs
Correio da Manhã, 03.10.1962, p. 12.

A respeito da orientação política do governo de João Goulart, é correto afirmar que ela defendia:

a) a continuidade do projeto político getulista, originário de uma dissidência oligárquica, mas com ênfase nas reformas sociais.
b) a implementação de um projeto político socialista, apoiado nos trabalhadores urbanos, tendo um cunho revolucionário acentuado.
c) a hegemonia dos setores conservadores no cenário político brasileiro, sustentado pelas oligarquias regionais.
d) a expressão dos interesses do imperialismo norte-americano no Brasil, interessado em combater uma suposta influência soviética.
e) a continuidade da tradicional política oligárquica da República Velha, assentada na defesa dos interesses das elites industriais.

(resposta: A)

You May Also Like

Comente